É A PRÓSTATA ESTÚPIDO ! PIOR DO QUE A LAVA JATO


O MUNDO DA POLÍTICA, ou dos políticos, foi responsável por trazer à LUZ´nos últimos dias, um grave problema de saúde que afeta os homens, em especial quando eles ultrapassam a barreira dos 50 anos.

TRATA-SE DA PRÓSTATA, glândula que é em parte responsável pelo sêmen / fertilidade, e tem "LIGAÇÃO DIRETA" com a EREÇÃO, o que pode ser considerada a PERDA que causa maior motivo de preocupação nos homens, depois da perda do emprego.

Próstata aumentada pode ser sinal de problemas, e nem sempre ligados a existência de câncer. 

Dificuldades de urinar ou de reter a urina, pinga-pinga interminável e jato fino, são sinais de que ela pode estar aumentada. Uma simples visita ao UROLOGISTA, um exame de sangue para avaliar o PSA, e uma ULTRASSONOGRAFIA por via abdominal (INDOLOR e NÃO INVASIVA) já seria um bom início de tratamento e acompanhamento.

Mas, voltando ao mundo dos políticos, o quase ex-Ministro Eliseu Padilha, do governo Temer, foi operado, passa bem e já voltou ao cargo, embora até agora não tenha esclarecido o motivo de ser acusado de ter feito um amigo do peito do presidente de "MULA", que transportava dinheiro de caixa dois de campanha.

O vice-governador Francisco Dornelles também foi operado, passa bem e já teve alta do Hospital Samaritano em Botafogo. Felizmente Dornelles tem um BOM PLANO DE SAÚDE, e não precisou de esperar na fila do SUS, ou de algum dos HOSPITAIS DO ESTADO DO RIO, o falido Estado do Rio de Janeiro.

Já o prefeito da Cidade do Rio de Janeiro, Marcello Crivella, foi diagnosticado com um TUMOR de 2 milímetros na Próstata. O tratamento por enquanto é conservador.

QUEM SABE, com tantas autoridades sendo INCOMODADAS pela PRÓSTATA, elas despertem para a necessidade de um PROGRAMA de atenção para a saúde do HOMEM. 

Não há HOSPITAIS ou AMBULATÓRIOS suficientes para tratamento na área de UROLOGIA na rede pública.

2 comentários:

  1. Com esse governo aí, o negócio é mesmo nesse nível. O trabalhador está, com todo o respeito, levando dedada.

    ResponderExcluir